Rua Plácido de Castro, 348 – Sala 2 - Vila Invernada/SP

Julia Morgan é a arquiteta da série Grandes Talentos desta semana.

Imagem em preto e branco da arquiteta Julia Morgan quando jovem.
Julia Morgan

 

Arquiteta que foi considerada uma “verdadeira joia californiana”, nas palavras da senadora Dianne Feinstein, e está entre uma das maiores arquitetas americanas.

Nascida em São Francisco em 1872, foi a primeira mulher no curso de arquitetura da École nationale supérieure des Beaux-Arts em Paris e também a primeira a exercera profissão de arquiteta na Califórnia.

Hoje Julia Morgan é considerada pioneira no uso estético do concreto armado, um material que só ganharia sua importância após os terremotos de 1906 e 1989. Outra característica marcante é a utilização de cerâmica no adorno dos edifícios que projetou em São Francisco.
Sua obra tornou-se muito conhecida devido a qualidade apresentada, em um comunicado o AIA chegou a dizer:

“O que mais de destaca é o vasto conjunto de estilos arquitetônicos empregados [por Morgan]: casas Georgianas e em estilo Tudor, igrejas Românticas, e estâncias interioranas Coloniais Hispânicas com elementos Islâmicos. Seu período pós Beaux-Arts lhe deu a habilidade para projetar nestes estilos historicistas, reunindo motivos e métodos de toda a história arquitetônica ocidental para escolher a abordagem mais apropriada para cada terreno e contexto.”

Apesar de hoje ser referência de qualidade a praticantes e educadores na área da arquitetura, Julia Morgan teve de criar suas próprias oportunidades em um mundo que aquela época não admitia mulheres.

 

Vida Acadêmica de Julia Morgan

Ao que se sabe seu primeira demonstração de força, foi recusar uma festa de debutante e declara a família que antes de firmar relacionamento com alguém desejava ter uma carreira sólida. Portanto graduou-se me Engenharia Civil na Universidade da Califórnia e logo depois tentou ingressar na Escola de Belas Artes, em Paris. Porém teve sua candidatura negada por 2 vezes. A primeira negativa devido ao fato de que as regras da Universidade não admitiam mulheres. Em 1897 quando mulheres eram enfim aceitas na universidade Morgan ficou abaixo da nota de corte. Conseguiu ingressar somente em 1899 para o curso de Arquitetura, ficando em 13° e sendo a única mulher de sua turma.

Após o ingresso na faculdade teve novas adversidades, a politica da faculdade só permitia alunos com até 30 anos. Devido isso, a então estudante Morgan se dedicou a fazer um projeto final de aprovação para curso mesmo antes do último ano. A qualidade de seu projeto de teatro palaciano foi excepcional, rendendo-lhe a qualificação em arquitetura pela Beaux-Arts.

Medalha de Ouro pelo AIA – American Institute of Architects

Em 2014, foi a primeira mulher a ser agraciada com a medalha de ouro de AIA – American Institute of Architects, por inspirar toda uma geração de arquitetas. Nas palavras de Julia Donoho, arquiteta e advogada que nomeou Morgan postumamente a medalha de ouro: “Arquitetura, construção e engenharia continuam sendo campos dominados por homens e, no entanto, “todos os preconceitos contra ela se transformaram em ativos”… “”Não sei por que não aprendemos sobre Julia Morgan na escola, mas espero que isso nunca aconteça novamente”.

O estilo de Morgan foi caracterizado pelo uso da arquitetura vernacular californiana com detalhes vindos de sua experiência com artes e ofícios na École des Beaux-Arts, incluindo vigas de sustentação expostas, linhas horizontais misturados com a paisagem, o uso extensivo de telhas Califórnia Redwood e tons de terra.

Projetos de Julian Morgan

Em 50 anos de carreira projetou mais de 700 edifícios, sua maioria na Califórnia.
Como a primeira mulher a receber uma licença de arquiteto na Califórnia, em 1904, Morgan estava acostumado ao ceticismo sobre suas habilidades. Mas ela conseguiu acalmar essas dúvidas, construindo uma reputação excelente com projetos agora conhecidos em todo o mundo, como por exemplo os citados abaixo:

Campanile (torre de sino)

Um campanário de concreto armado de 72 pés de altura no estilo Mission, com telhado vermelho e popular no Ocidente; como muitos de seus contemporâneos treinados em Beaux-Arts, Morgan era mestre em estilos históricos e trabalhou em muitos gêneros específicos da Califórnia.

 

Hotel Fairmont
Hotel Fairmont
Hotel Fairmont, São Francisco (CA)

Foi o seu primeiro grande projeto.
O Grande Terremoto de São Francisco de 1906 destruiu mais de 80% dos edifícios da cidade. O grande Fairmont Hotel, a poucos dias da abertura, foi destruído pelas chamas, deixando apenas uma concha.

Interior do Hotel Fairmont
Interior do Hotel Fairmont

Os proprietários do hotel, determinados a reconstruir, procuraram uma jovem arquiteta, Julia Morgan. Apenas três anos antes, ela construiu uma torre sineira no campus do Mills College, e resistiu ao terremoto incólume – a prova de que Morgan era tão experiente em concreto armado quanto em design europeu.

 

Asilomar, Pacific Grove, CA
Hotel Asilomar
Hotel Asilomar

 

Julia Morgan, fez a maior parte dos edifícios no estilo rustico de Artes e Oficios, com treliças de madeira exposta, paredes de pau-brasil e lareiras de pedra. Asilomar se tornou um parque estadual em 1956 e, em 1987, os edifícios de Morgan foram adicionados ao Registro Nacional de Lugares Históricos.

castelo Hearst em San Simeon
Castelo Hearst
Castelo Hearst

Esta é sua obra de maior visibilidade. Projetado de maneira luxuosa por Morgan com arquitetura pan-européia, o castelo possui 165 quartos, 19 salas, 51 hectares e jardim com terraços, fontes e piscinas. E apresenta panorâmica para a Costa Central.
É divido em 4 construções: Casa Grande, a principal, Casa del Mar, Casa del Monte e Casa del Sol, as três casas de hóspedes.

Esboço Castelo Hearst
Esboço Castelo Hearst

 

O pátio da piscina Neptuno conta com a fachada de um templo da Roma antiga. Nos jardins, é possível admirar estátuas Egípcias de 3 mil anos – as peças mais antigas da coleção.

 

Castelo Hearst, vista da Piscina Romana Coberta (vazia)
Castelo Hearst, vista da Piscina Romana Coberta (vazia)

 

Castelo Hearst, Piscina externa.
Castelo Hearst, Piscina externa.

O local foi doado ao Governo da Califórnia e está aberto ao público.

 

Julian também é responsável por uma série de outros projetos notáveis como: Livermore House em São Francisco (CA). A Fazenda, casa de Willian Randolph Hearst, Valley of the Oaks. Lajiakea YMCA em Honolulu no Hawai e o The Berkeley City Club em Berkeley na Califórnia.

Igreja Presbiteriana de St. John

Miss College,Okland
Miss College,Okland

 

Detalhe do Teto no salão de festas, Casa Julia-Morgan, São Francisco.
Detalhe do Teto no salão de festas, Casa Julia-Morgan, São Francisco.

 

The Hearst Wyntoon Estate
The Hearst Wyntoon Estate

Deixe um comentário

WhatsApp Fale pelo WhatsApp